Gamificação: ferramenta de aprendizado e engajamento

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Tecnologia e interatividade aplicadas à educação corporativa. Esse foi o tema da última edição do Medportal Experience, que aconteceu na última quarta-feira (17) e contou com a participação do Felipe Vila, business owner da Vila dos Games – empresa com 18 anos de experiência na criação de mais de 150 jogos focados na aprendizagem.

O Medportal Experience é um evento virtual pensado para juntar clientes e parceiros em uma mesma roda de conversa, promovendo a troca de experiências em torno da educação digital em saúde. A ideia é irmos além em nossa rede de relacionamentos, aproximando todas as pontas em um forte laço de conhecimento compartilhado.

Para esta edição, o game “Metamorfose” foi o escolhido para mergulhar os participantes em uma experiência de interatividade alinhada a conceitos de inclusão, diversidade e trabalho em equipe. Desta forma, os jogadores precisaram encontrar a melhor combinação de personagens para, coletivamente, revitalizar a praça do bairro em que vivem. O resultado foi surpreendente.

Gamificação em prática

A iniciativa foi pensada para fomentar ainda mais a gamificação como estratégia para engajar e potencializar projetos de educação digital em instituições de saúde. O conceito se trata de um conjunto de técnicas que adota a mecânica de jogos como forma de aprendizado imersivo. De maneira lúdica, são propostos temas, desafios e o encaminhamento de soluções, que requerem dos participantes reflexão e a tomada de ações conjuntas para o cumprimento das tarefas. Ao todo, cerca de 20 pessoas estiveram reunidas na imersão do Metamorfose.

Inseridos no jogo estão métodos de aprendizagem que também fazem parte do escopo de ensino com que trabalha o Medportal. Assim, conceitos como os de andragogia (quando o aluno está no centro do aprendizado) e de aprendizagem ativa (quando o caminho do que aprender é tomado pelo próprio aluno) são ferramentas comuns – tanto à gamificação, quanto ao ensino digital à distância.

Em âmbito corporativo, a gamificação é muito utilizada em vendas, marketing, treinamento e desenvolvimento, além de ser um recurso importante para sensibilizar os participantes sobre temas que requerem mudanças comportamentais.

Troca

Experiências como essa garantem um bom resultado, porém, para que o contexto seja mais abrangente e impactante, é fundamental que o jogo seja visto como uma ferramenta que exige colaboração e troca de todos os profissionais envolvidos. Além disso, neste tipo de game, não há vencedores, o grupo compartilha ideias para que todos aprendam e desempenhem bem as tarefas.

Por isso, é necessário que o ambiente entre os jogadores seja amistoso, aberto à quebra de alguns paradigmas – seja ele disputado de forma presencial, digital ou virtual (que mescla ambas as ambientações). “A gamificação tem um tipo de mecânica com possibilidades infinitas. Por meio dela, conseguimos exercer o design de engajamento de maneira muito mais sistêmica. Com isso, é possível repensar as experiências para que elas sejam vividas na carne”, explica Vila.

Na prática

A gamificação pode ser usada, por exemplo, no processo seletivo de uma empresa. Para isso, desenvolve-se um jogo específico para a atração de talentos; a partir das escolhas feitas pelos jogadores, é possível traçar um mapa de competências de cada um deles – e definir qual candidato está mais apto à vaga.

Entre os mais de 150 produtos que desenvolveu, a Vila dos Games já trabalhou com grandes players da saúde, com jogos para integração de pessoas; redução de incidentes biológicos; e para campanhas voluntárias de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis e gravidez na adolescência para.

Surpresa

Na experiência apresentada no Medportal Experience, os participantes de início imaginavam que jogariam um game colaborativo sobre a reforma e ocupação de uma praça de bairro. A mensagem do jogo, no entanto, era mais impactante – e falava sobre os desafios diários da população trans e sobre como o respeito e valorização das diferenças nem sempre, na prática, é fácil de ser exercido.

“O jogo nos mostrou o quanto temos que aprender a refletir e a ponderar com mais consciência em torno de questões que estão encobertas em nosso dia a dia. Por meio dele, tivemos a oportunidade de olhar outros pontos de vista, para sabermos como direcionar melhor o nosso comportamento e nossa forma de atuar. Meu sentimento é de aprendizado e alegria”, resumiu o CEO do Medportal, Thiago Constancio – que além de comandar o Medportal Experience, foi um dos participantes do jogo.

Fale conosco

Todas essas iniciativas promovidas pelo Medportal visam fortalecer o relacionamento com os nossos clientes. Se você deseja saber mais sobre gamificação e sobre nosso trabalho em geral, visite outros artigos aqui em nosso blog. Ficou alguma dúvida ou, quem sabe, quer iniciar uma parceria? A casa é sua, por favor, entre em contato.

marketingmedportal

marketingmedportal

Assine nossa Newsletter


    Fique tranquilo não enviamos SPAM.

    %d blogueiros gostam disto: