Por que investir em tecnologia para a educação em hospitais?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Já faz tempo que a tecnologia é parte indissociável do funcionamento de hospitais. O boom da transformação digital nos anos 2000 deixou isso ainda mais evidente, com o surgimento de soluções em TI para processos que antes eram analógicos.

Por isso mesmo, os investimentos em tecnologia também aumentaram bastante, em detrimento da queda com outros gastos. Por exemplo: uma empresa eventualmente contratada para gerir determinado serviço no hospital pode ter sido substituída por uma ferramenta que faz o mesmo processo com menos pessoal envolvido.

Com a pandemia de COVID-19, os investimentos em tecnologia passaram a focar em plataformas voltadas para a nova realidade, como telemedicina e o acompanhamento remoto de pacientes. Isso gerou o aumento robusto de recursos aplicados em tecnologia nos hospitais. Um levantamento da IDC (International Data Corporation), líder global em pesquisas de mercado na área da tecnologia, aponta que o investimento em soluções de TI no setor de saúde na América Latina deve atingir US$ 1,931 milhão até 2022 (cerca de R$ 10 bilhões).

E a educação continuada?

Como fica a educação continuada nesse contexto? Não há pesquisas mostrando com exatidão o quanto os hospitais pretendem investir em plataformas de AVA (Ambientes Virtuais de Aprendizagem), ou LMS (Learning Management System) nos próximos anos.

Mas uma busca rápida por notícias e artigos relacionados ao assunto revela que o foco do momento está na procura por soluções que facilitem a gestão de leitos, desospitalização e o atendimento de pacientes no contexto da pandemia.

É seguro afirmar que a maioria dos gestores hospitalares sabe da importância dos LMS para o bom funcionamento das instituições.

Como já tratamos em outros artigos, a educação continuada é vital para a manutenção da qualidade e de padrões de segurança no atendimento, além da transferência da cultura institucional, que também não pode parar.

Qual é a saída?

Diante disso, parece plausível adotar softwares gratuitos para educação continuada. O mais popular deles é o Moodle, que, além de ser gratuito, tem código aberto. Ou seja, pode ser modificado livremente sem a preocupação de infringir contratos ou políticas de software. Isso significa que as instituições de ensino podem desenvolver, adicionar, estender ou modificar recursos da plataforma através de alterações em sua programação.

Os termos “gratuito” e “livre” são bastante sedutores, mas eles não significam vida fácil para gestores educacionais, principalmente se pensamos em educação corporativa. Esses tipos de software apresentam, em sua versão padrão,funções básicas para a educação acadêmica. Em qualquer cenário, a instalação e a operação do Moodle exigem investimentos, como a estrutura de servidores em nuvem para armazenar os dados de uso da plataforma. Além disso, certamente no caso da educação corporativa, será uma demanda a mais para o departamento de TI, que eventualmente pode precisar de mais profissionais para customizá-lo

Um LMS pago pode ser mais vantajoso porque quando se pensa no custo total de funcionamento– os custos de armazenamento de dados, segurança da informação, manutenção e atualizações estão embutidos – e mais eficiente.

Ele pode ser customizado de acordo com as necessidades da instituição contratante, com uma experiência melhor que o Moodle, como a possibilidade de realizar planejamentos educacionais de forma rápida e escalável, gerar relatórios sobre a participação de funcionários que passam pelos cursos, entre tantas outras. Dessa forma, o gestor educacional ganha autonomia de ação.

Outro quesito importante é a segurança. Softwares de código livre são mais suscetíveis a ataques e invasões. O LMS pago, utiliza um sistema de replicação de dados em tempo real. Quer dizer que as informações da instituição e dos usuários são salvas a todo momento, reduzindo os riscos, a empresa responsável assume a responsabilidade de investir no aprimoramento dos sistemas de segurança.

Conheça o Medportal

O Medportal oferece ferramentas de educação digital para organizações de saúde. Nosso time está preparado para dar suporte a líderes e gestores no estabelecimento de um ambiente virtual de aprendizagem personalizado de acordo com as necessidades e objetivos da instituição de saúde.

Entre em contato para conhecer nossas soluções e obter mais informações sobre os nossos serviços!

 

Equipe Medportal

Equipe Medportal

Assine nossa Newsletter


    Fique tranquilo não enviamos SPAM.

    %d blogueiros gostam disto: